quinta-feira, 11 de março de 2010

Termo - significado (biológico)

TERMO SIGNIFICADO/COMENTÁRIOS
A
A
Vitamina A ou retinol. Vitamina lipossolúvel que evita a xerofitalmia e a hemeralopia (cegueira noturna). Principais fontes: leite, manteiga, cenoura, pimenta, óleo de fígado de bacalhau e em muitos vegetais.
Aberração cromossômica
Genericamente, qualquer alteração estrutural ou numérica de cromossomos na célula. Ver também síndromes (Down, Klinefelter, Turner, etc.).
Abscisão
Queda de folhas ou de frutos em vegetais.
Ácido Nucleico
Macromolécula presente nas células de todos os seres vivos; está relacionada com a hereditariedade (ver DNA e RNA).
Ácino pancreático
Porção exócrina do pâncreas, responsável pela produção de enzimas digestivas.
Acrocêntrico
Cromossômos cujo centrômero se desloca visivelmente do centro. (ver centrômero).
Acrodinia
Um tipo de neurite das extremidades, ocasionando inflamação e vermelhidão das mãos e dos pés.
Actina
Proteína relacionada com o movimento celular. Presente em grande quantidade na musculatura. Ver miosina.
Açúcar
Classe de substâncias orgânicas formadas por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio (ver também Hidrato de Carbono, Monossacarídios e Polissacarídeos).
Aeróbias
Que requer oxigênio livre no processo respiratório.
Aferente
Aquilo que chega. Nervos que fazem o impulso nervoso chegar ao SNC são chamados de nervos aferentes, por exemplo. Ver também eferente.
Agentes Etiológicos
Àquele que causa uma doença - etiologia=causa, princípio
Aglutinação
O mesmo que juntar, aproximar, aglomerar
Alelo
Que estão lado a lado. Diz-se gens alelos daqueles que estão na mesma posição, em cromossomos diferentes do par homólogo. Que ocupam o mesmo locus nos cromossomos homólogos.
Alevino
Estagio embrionário dos peixes. Nota-se neste estágio um volumoso saco vitelínico na região ventral.
Amido
Polissacarídio sintetizado a partir de reunião de moléculas de glicose, utilizado por certas algas e pelas plantas como substância de reserva.
Amiloplastos
Ou grão de amido; estrutura presente exclusivamente em células de plantas e de algas; origina-se a partir do leucoplasto que armazena amido.
Anaeróbias
Aplicado à células (principalmente bacterianas) que podem viver sem oxigênio livre; os anaeróbios obrigatórios não podem viver na presença do oxigênio; os anaeróbios facultativos podem viver com ou sem oxigênio.
Anáfase
Fase da divisão celular onde os cromossômos se separam dirigindo-se para os pólos da célula.
Androceu
Conjunto de estames que forma o aparelho reprodutor masculino em flores de angiospermas.
Angiosperma
Classe da divisão Tracheophyta. (Do grego: angion, vaso + sperma, semente). Literalmente, semente produzida em um vaso; assim grupo de plantas cujas sementes são portadas dentro de um ovário maduro (fruto). Espermáfita que forma fruto. Sementes protegidas pelos frutos. São as monocotiledôneas e as dicotiledôneas.
Antibióticos
Substância orgânica capaz de inibir a proliferação de bactérias, a penicilina, por exemplo, é um antibiótico.
Anticorpos
Substância protéica produzida pelos linfócitos que atacam e destroem substâncias ou microorganismos estranhos ao corpo (antígenos)
Antígeno
Diz-se de Qualquer substância ou partícula que, introduzida no corpo, provoca uma reação de defesa (imunitária), com produção de anticorpos.
Aparelho de Golgi
Ver Golgi (Complexo de Golgi).
Apoenzima
Parte da holoenzima que quando isolada não apresenta atividade.
Autofagia
Auto = por si / fagia = comer Usamos este termo para designar o ato de auto digestão. Ocorre em células ou tecidos que por liberarem enzimas digestivas dentro de suas estruturas acabam por fazer autodigestão.
Autofágicos
Seres ou estruturas que promovem autofagia
Autólise
Auto = por si / lise = quebrar ou digerir É o mesmo que autofagia.
Autótrofos
Organismo que produz seu próprio alimento, seja por fotossíntese, seja por quimiossíntese.
Avascular
Relativo ao que não possui tecido de vascularização (vasos condutores, nos vegetais; vasos sangüíneos nos animais).
B B1
Vitamina B1 ou tiamina. Vitamina hidrossolúvel que combate o beribéri. Principais fontes: cutícula do arroz, levedura de cerveja e vegetais verdes folhosos.
B12
Vitamina B12. Vitamina hidrossolúvel que compreende as cobalaminas hidroxicobalamina que é antineurítica e a cianocobalamina que é antianêmica. Principais fontes: Carne fresca, fígado, e rins.
B2
Vitamina B2 ou riboflavina. Vitamina hidrossolúvel que auxilia no crescimento. Principais fontes: Vegetais folhos, soja, leite e frutos.
B6
Vitamina B6 ou piridoxina. Vitamina hidrossolúvel que evita a acrodinia. Principais fontes: Vegetais folhosos, cereais e leite.
Bacilo
Bactéria cuja célula tem forma de bastonete
Bactéria
Organismo unicelular, procarionte, isolado ou colonial, pertencente ao reino Monera.
Bactérioclofila
Clorofila existente em certas bactérias.
Bacteriófagos
Ou fago; tipo de vírus que se reproduz no interior de bactérias.
Basidiomicetos
Classe de fungos que forma um corpo de frutificação (basidiocorpo ou cogumelo), no qual se encontram hífas especiais para reprodução, os basídios.
Bentos
Conjunto de seres do bioma aquático (seres bentônicos), seja caminhando, fixo ou enterrado (sempre em relação com o fundo submerso).
Beribéri
Espécie de neurite (inflamação nos nervos) generalizada, com dores por todo o corpo, limitação dos movimentos e atrofia muscular. É causada pela falta de vitamina B1.
Bioma
Comunidade adaptada a uma determinada região.
Bioquímica
Estudo das reações químicas que ocorrem nos seres vivos.
Bivitelino
De dois vitelos; de vitelos diferentes. Ver fraterno.
Blenorragia
O mesmo que gonorréia. DST causada pela bactéria Neisseria gonorrheae.
Botulismo
Doença causada pela bactéria Clostridium botulinon.
Briófita
Divisão Bryophyta. Planta sem sistema condutor de seiva (avascular); ex.: musgos, hepáticas e antoceros.
C
C
Vitamina C ou ácido ascórbico. Vitamina hidrossolúvel antioxidante e que combate o escorbuto. Principais fontes: frutos cítricos como a acerola, laranja e limão.
Cálice
Conjunto de sépalas da flor das angiospermas. Normalmente é de cor verde e está associado a proteção das estruturas florais.
Canais da Pinocitose
Canais formados por invaginação da membrana para englobamento de partículas líquidas.
Carboidratos
Ver Açúcar e Hidrato de carbono
Cariogamia
Fusão dos núcleos de células haplóides (n) formando uma célula ovo ou zigoto (2n)
Cariograma
Ver heredograma.
Carioplasma
Parte líquida que forma o núcleo da célula e onde encontramos em suspensão o material genético.
Carioteca
Membrana nuclear, presente nas células eucariontes.
Cariótipo
Coleção de gens que formam um indivíduo.
Caroteno
Pigmento amarelo ou alaranjado existente em plantas e em algumas algas; convertido a vitamina A no fígado dos vertebrados.
Carpelo
Ou pistilo; megaesporófilo das plantas angiospermas; é formado pelas folhas carpelares enroladas e soldadas; a parte dilatada e oca do carpelo é o ovário, no interior do qual se encontram os óvulos. Pode-se dizer que é a unidade do aparelho reprodutor feminino dos vegetais. (ver gineceu).
Caulículo
Parte do embrião vegetal que forma o caule. (ver radícula).
Célula Eucariótica
Aquela que apresenta-se constituída de carioteca.
Celulose
Polissacarídio formado pela união de milhares de moléculas de celobiose; cada celobiose é formada por duas glicoses unidas; a celulose é o principal componente da parede da célula vegetal.
Centríolos
Organela citoplasmática presente nas células eucariontes, com exceção das plantas frutíferas; suas funções são originar cílios e flagelos e organizar o fuso acromático.
Centrômero
Ou constrição primária. É a parte previamente espiralada que forma o cromossomo. É a parte mais condensada que forma e divide o cromossomo.
Cianobactérias
Denominação de seres Monera que embora apresentem características de bactérias, apresentam também a clorofila, como as algas cianofícias.
Cianófitas
Designação de seres cianofícios
Cianossomas
Estrutura celular característica das algas cianofícias que contém pigmentos como a ficocianina e a ficoeritrina
Ciliados
Ver Cilliophora
Cílios
Estrutura filiforme presente na superfície de certas células, em geral mais curtas que o flagelo; sua função é promover movimentos (para a natação, limpeza ou captura de alimentos)
Cilliophora
Ciliados; classe de protozoários cujos representantes se locomovem por meio de cílios.
Cinetócoro
Ver centrômero.
Cissiparidade
Ou divisão binária; forma de reprodução assexuada em que organismos unicelulares se reproduzem pela simples divisão da célula.
Cístron
Ver gens.
Citocinese
Divisão do citoplasma que ocorre posteriormente à cariocinese e que completa o processo de divisão celular.
Citocromos
Proteína que contém heme (pigmento); funciona como portador de elétrons em uma cadeia de transporte de elétrons; está implicada na respiração celular e na fotossíntese.
Citofaringe
Local estreito por onde há passagem de alimentos em seres unicelulares.
Citopígeo
Ou citoprocto; local da célula de certos tipos de protozoários por onde os resíduos do processo digestivo são eliminados.
Citoplasma
Região da célula onde se encontram as organelas; o fluido aí presente é o hialoplasma.
Citóstoma
Abertura presente na célula de certos tipos de protozoários por onde o alimento é ingerido.
Clamídeas
Bactérias muito pequenas que se apresentam como parasitas intracelulares obrigatórias.
Clasmatose
O mesmo que clasmocitose. Eliminação de restos digestivos pela célula, através da fusão do vacúolo residual com a membrana plasmática.
Clasmocitose
Ver clasmatose.
Clivagem
Ou segmentação; cada uma das primeiras divisões que ocorrem no ovo; primeiras fases do desenvolvimento embrionário.
Clorofila
Substância orgânica que contém magnésio, presente no interior dos cloroplastos; responsável pela captação e aproveitamento da energia luminosa no processo de fotossíntese.
Cloroplastos
Ver Plasto e Clorofila.
Co-dominante
Ou sem dominância. Termo que define o comportamento de um gens que em homozigose se manifesta livremente, mas em heterozigose divide ou combina suas características com seu par diferente.
Coenzima
Molécula orgânica que desempenha papel acessório em processos catalisados por enzimas; freqüentemente funciona como doador ou aceptor de uma substância envolvida na reação; NAD, NADP e FAD são coenzimas comuns.
Colágeno
Material protéico fibroso existente nos ossos, tendões e outros tecidos conjuntivos.
Colênquima
Tecido vegetal de sustentação, formado por células alongadas e vivas (fibras colenquimáticas); as paredes dessas células têm reforços adicionais de celulose (ver esclerênquima).
Complexo de Golgi
Organóide celular originado do retículo endoplasmático liso. Apresenta-se como um conjunto de vesículas achatadas e sobrepostas, distribuídas de forma irregular no citoplasma celular.
Condrioma
Termo em desuso, antigamente empregado para designar o conjunto de mitocôndrias da célula.
Conectivo
Parte do estame que liga a antera ao filete no androceu de flores angiospermas.
Conjugação
Processo sexual em que há união temporária de dois indivíduos, com troca de material genético.
Cormófita
Ver traqueófita.
Corola
(Do latim: corolla, dim. de corona, coroa) Conjunto de pétalas; geralmente a parte manifestamente colorida da flor. Está associada a proteção da parte reprodutora da flor e também é um dos principais atrativos para agentes polinizadores.
Cotilédone
(Do grego: kotyedon, cavidade em forma de taça) Estrutura, semelhante afolha, no embrião de uma planta seminífera; relaciona-se com a digestão e armazenamento de alimento que irão nutrir o embrião vegetal nas primeiras fases de vida.
Crick
Francis Crick. Ver Watson, James.
Crisáfitas
O mesmo que crisótifas. Algas protistas simples com pigmentos como o caroteno e a xantofila. São predominantemente marinhas, fazendo parte do plâncton.
Cromátide
Cada um dos dois filamentos cromossômicos que se mantêm unidos pelo centrômero após a duplicação cromossômica; assim que separadas na anáfase, cada cromátide passa a ser chamada de cromossomo.
Cromatina
Material filamentoso, muito corável, presente no núcleo das células; corresponde ao conjunto de cromossomos descondensados presentes na célula interfásica.
Cromatóforos
Célula pigmentada presente na superfície corporal de certos animais invertebrados (moluscos, crustáceos etc.)e de certos vertebrados (peixe, anfíbios etc.); pelo espalhamento ou concentração dos grãos de pigmento nos cromatóforos, o animal varia sua cor e tonalidade, confundindo-se com o ambiente.
Cromonema
Filamento de DNA, desespiralado que forma a cromatina.
Cromoplastos
Plastos que apresentam pigmentos coloridos. Ex. cloroplastos, xantoplastos, eritroplastos, etc.
Cromossomos
Cada um dos filamentos presentes no núcleo das células eucariontes, constituído basicamente por DNA e proteínas; nele situam-se os genes.
D
D
Vitamina D ou calciferol. Vitamina lipossolúvel que combate o raquitismo. Principais fontes: De origem animal, esta vitamina se forma através de reações que ocorrem com próvitaminas na pele, quando o indivíduo toma sol.
Desmossomos
Especialização de membrana plasmática que permite uma melhor adesão entre as células vizinhas. Também conhecidos como macula adherens.
Desoxirribonucleico (ácido)
O mesmo que DNA
Desoxirribose
Açúcar com 5 átomos de carbono na molécula (pentose), componente da molécula de DNA.
Diatomácea
Espécie de alga protista que reserva grande quantidade de diatomito em seu organismo.
Dicotiledônea
(Do grego: kotyedon, cavidade em forma de taça) subclasse de angiospermas, nas quais há duas folhas de semente, ou cotilédones, além de outras características distintas.
Dinoflagelados
Algas protistas conhecidas como pirrofícias. São conhecidas por provocarem um fenômeno denominado de maré vermelha.
Diplóide
Célula que contém dois genomas. Simbolizada por (2n).
Dispnéia
Falta de ar. Dificuldade respiratória.
Divisão Celular
Processo pelo Qual uma célula se divide em duas outras; é através desse processo que células procariontes e eucariontes se reproduzem; a mitose das células eucariontes é um tipo de divisão celular.
DNA
Tipo de ácido nucléico constituído por desoxirribose, fosfato e pelas bases nitrogenadas adenina, guanina, citosina e timina; a molécula de DNA é filamentosa, de cadeia dupla, em arranjo helicoidal (dupla-hélice); no DNA estão escritas em código as informações hereditárias.
Dominante
Gens dominante. Àquele que se expressa tanto em homozigose quanto em heterozigose.
Dormência
É o período que a semente leva para germinar após estar em ambiente propicio.
Down
Ver síndrome de Down.
E
E
Vitamina E ou tocoferol. Vitamina lipossolúvel que combate a esterilidade e é antioxidante. Principais fontes: alface, milho e amendoim.
Ectoplasma
Parte mais externa do citoplasma. Também conhecido como citoplasma gel por apresentar-se mais denso (gelatinoso).
Edwards
Ver síndrome de Edwards
Eferente
Aquele que sai. Nervos que levam impulsos nervosos do SNC são chamados de nervos eferentes, por exemplo. Ver também aferente.
Elementos Quimiossintetizantes
Estruturas ou substâncias que participam da fotossíntese. Pode designar tanto cloroplastos como grânulos de clorofila ou ainda tilacóides.
Endocitose
Entrada de substância em uma célula por transporte ativo
Endoesqueleto
Esqueleto interno. Como o esqueleto ósseo nos animais
Energia de Ativação
Quantidade mínima de energia para que uma reação química ocorra.
Envoltório Celular
O mesmo que membrana citoplasmática ou plasmalema
Envoltório Nuclear
Membrana nuclear ou carioteca. Envolve e protege o material nuclear da célula. É também responsável pelas trocas que o núcleo realiza com o citoplasma.
Ergastoplasma
Ver Retículo Endoplasmático.
Esclerênquima
Tecido vegetal de sustentação, formado por células alongadas e mortas (fibras esclerenquimáticas); as paredes dessas células são formadas por celulose impregnada de lignina (ver colênquima)
Escorbuto
Doença provocada pela carência de vitamina C, com aparecimento de lesões da mucosa intestinal, com hemorragias digestivas, vermelhidão das gengivas, que sangram facilmente e enfraquecimento dos dentes.
Espermáfita
Vegetal que forma semente. Dividem-se em angiospermas e gminospermas
Espermatozóide
Célula haplóide, móvel (flagelada) de reprodução em animais.
Espícula
Elemento esquelético, calcário ou silicoso, presente em determinados espongiários.
Espiroqueta
Espécie de bactéria que apresenta-se em forma de espiral
Esporos
Denominação genética de uma célula reprodutiva capaz de permanecer em estado dormente por um tempo prolongado, até encontrar condições para se desenvolver, presente em certas bactérias, algas, fungos e plantas.
Esporulação
Fenômeno que produz esporos.
Estame
(Do latim: um filamento) O órgão masculino de uma flor; produz microsporos ou grãos de pólen; geralmente consiste de um filamento que tem no ápice uma antera. (ver androceu).
Estigma
Porção superior do estilete, geralmente dilatada e pegajosa, onde aderem os grãos de pólen que irão fecundar a flor.
Estilete
Porção tubular do carpelo (ou pistilo). Parte alongada do carpelo que conduz o tubo polínico no processo de fertilização do vegetal.
Estômato
Estrutura presente na epiderme das folhas, formada por células arqueadas (células estomáticas), tendo um orifício entre elas (ostíolo) por onde ocorrem as trocas gasosas.
Eucarionte
Ou eucarioto; tipo celular que apresenta sistemas membranosos e organelas no citoplasma; a carioteca está presente, delimitando o núcleo, onde se encontram os cromossomos (ver também Procarionte)
Euglena
Espécie de alga do grupo das euglenófitas. A mais conhecida é a Eugleunia viridis que possui dois flagelos e é dotada de vacúolo contrátil.
Exocitose
Saída de substâncias da célula.
Exoesqueleto
Esqueleto que cobre o corpo pelo lado de fora; comum nos artrópodes.
F
Fagocitose
Processo pelo qual certas células englobam partículas relativamente grandes, com o auxílio de pseudópodes.
Fagossomos
Bolsa membranosa que contém a partícula capturada pelo processo de fagocitose.
Fanerógama
Ver espermáfita.
Fase vegetativa
Fase de vida onde o ser não apresenta-se com propriedades de desenvolvimento ou de multiplicação. Seu metabolismo é muito baixo e sua interação com o ambiente é praticamente nula.
Febre Tifóide
Doença bacteriana causada pela Salmonela typhi
Fibrinogênio
Proteína presente no sangue, precursora da fibrina; participa da coagulação do sangue.
Filete
Parte alongada do estame que sustenta a antera, no androceu, aparelho reprodutor masculino do vegetal.
Fitoplâncton
Conjunto de seres fotossintetizantes que compõem o plâncton; são os principais produtores do bioma aquático.
Flagelado
Ver Mastigophora.
Flagelo
Estrutura filiforme presente na superfície celular, em geral mais longa que o cílio, cuja função é promover movimentos (para natação ou captura de alimento).
Floema
(Do grego: phloos, casca) Tecido vascular que conduz carboidrato e outras moléculas orgânicas das folhas para as outras partes da planta; constituído de células crivadas (nas ginospermas) ou de tubos crivados e células-companheiras (nas angiospermas), de parênquima e de fibras. Também denominado de vaso liberiano ou liber.
Fosforilação oxidativa
Formação de moléculas de ATP com a energia proveniente de processos de oxidação.
Fotofosforilação acíclica
Conjunto de reações químicas mediada pela luz que ativa certas substâncias para absorverem átomos de fósforo, retendo nestas ligações energia química.
Fotólise
Reação mediada pela luz que decompõe uma determinada molécula.
Fotossíntese
Processo em que substâncias inorgânicas originam substâncias orgânicas com utilização da energia luminosa.
Fraterno
Gêmeos fraternos. Irmãos que embora tenham compartilhado do mesmo período de gestação, derivam de óvulos diferentes, fecundados por espermatozóides diferentes. também chamados de bivitelinos. Estes irmão não apresentam a mesma herança gênica. Portanto podem ou não pertencerem ao mesmo sexo.
Fruto
(Do latim: fructus) É o ovário desenvolvido e amadurecido após a fecundação.
Fuso acromático
Filamentos de proteínas formadas durante a divisão celular e que se ligam ao cinetócoro dos cromossômos duplicados a fim de promover sua separação.
G
Genealogia
Ou árvore genealógica ou pedigree. É o estudo das características gênicas de uma determinada família.
Genoma
(1) É o conjunto simples de cromossomos de uma célula. É o conjunto formado por apenas um cromossomo de cada tipo, na espécie estudada. No ser humano o genoma é constituído de 23 cromossomos diferentes. (2) Projeto genoma, denominação dada a tarefa de decodificação do DNA humano aceita por diversas nações associadas.
Gens
Segmento de DNA que contém instruções capazes de codificar uma proteína.
Giminospermas
Classe da divisão Tracheophyta, caracterizada por formar estruturas reprodutivas florais (estróbilos) e sementes nuas (não há fruto); ex.: pinheiros, ciprestes e cicas.
Gineceu
Conjunto de carpelos (pistilos) que formam o aparelho reprodutor feminino em flores de gminospermas.
Ginecomastia
Desenvolvimento anormal das glândulas mamárias em homens. Este desenvolvimento só deverá ser considerado anormal se prevalecer por longo tempo. É comum adolescentes apresentarem ginecomastia moderada, sem que isto aponte qualquer anomalia no seu desenvolvimento.
Girino
Forma larvar dos anfíbios, que apresenta vida aquática e respiração branquial.
Glicocálix
Camada de polissacarídeos que reveste uma célula animal externamente.
Glicogênio
Polissacarídio sintetizado a partir da reunião de glicose, e utilizado por animais vertebrados como reserva.
Glicólise
Etapa inicial do processo de quebra da glicose, com produção de energia na forma de moléculas de ATP.
Golgi
Organela presente em células eucarióticas; consiste de vesículas, túbulos e sacos achatados. Funciona na coleção e na aglomeração de substâncias fabricadas pela célula.
H
H
Vitamina H ou biotina. Vitamina hidrossolúvel que combate a dermatite. Principais fontes: vegetais folhosos e verdes.
Haplodiplobionte
Ciclo reprodutivo característico de briófitas e pteridófitas, que alternam o modo de reprodução sexuado e assexuado, além de alternarem também as geração haplóides e diplóides.
Haplóide
Célula que contém apenas um genoma. Simbolizada por (n).
Hemácias
Glóbulo vermelho ou eritrócito; célula vermelha do sangue; possui hemoglobina e é responsável pelo transporte de gás O2 e CO2
Heredograma
Arranjo dos pares cromossômicos distribuídos em ordem decrescente de tamanho.
Heterólogo
Que é diferente. Em genética são cromossômos que não se assemelham em forma, tamanho ou disposição de gens. Em mamíferos formam o par XY (ver X e ver Y).
Heterotrófos
Organismo que, não sendo capaz de produzir seu próprio alimento, necessita obte-lo a partir de outro ser vivo.
Heterozigoto
Que vêm de zigotos diferentes. Gêmeos heterozigotos ou bivetelinos (de diferentes vitelos). (ver fraterno - ver híbrido).
Hialoplasma
Parte líquida do citoplasma. O mesmo que citoplasma indiferenciado.
Híbrido
Em genética indivíduo que para certa característica apresenta gens alelos diferentes. O mesmo que heterozigoto.
Hidrato de Carbono
Ou carboidrato. Nome dado aos açucares cujas moléculas têm fórmula geral Cn(H2O)n; o nome foi dado pela proporção dos átomos da fórmula (ver também Monossacarídeos).
Hidrólise
Tipo de reação química em que ocorre quebra de ligações com a participação de moléculas de água.
Hífas
Filamento que constitui os fungos multicelulares (ver também Micélio)
Hipertônica
Diz-se da solução cuja concentração em solutos é relativamente maior que a de outra (hipotônica).
Hipotônica
Tendo concentração de soluto suficientemente baixa para perder água para outra solução através de uma membrana seletivamente permeável.
Holoenzima
Complexo formado por uma enzima e seu co-fator (substância que ativa a enzima).
Homólogo
Que é igual. Cromossômos homólogos. São pares formados por cromossômos que apresentam o mesmo tamanho, a mesma forma e a mesma seqüência gênica.
Homozigoto
Do mesmo zigoto (ver zigoto). Gêmeos homozigotos, são aqueles que vieram da mesma célula ovo (ou zigoto). Por isto apresentam a mesma carga gênica e apresentam o mesmo sexo. São também chamados univitelinos.
Hormogonia
Espécie de reprodução que ocorre em seres pluricelulares filamentosos. Consiste no rompimento da cadeia celular. Cada pedaço de filamento se regenera em um novo ser.
Hormônio
Substância secretada diretamente por células de glândulas ou de órgãos endócrinos (em animais); hormônio de plantas são chamados fitormônios; os hormônios agem em pequenas quantidades dobre tecidos ou órgãos específicos (alvos do hormônio).
I
Inclusão
Técnica citológica cujo objetivo é endurecer o material biológico para permitir cortes finos (ver também Micrótomo - aparelho especial para este tipo de corte)
Insulina
Hormônio pancreático que faz baixar o nível de açúcar no sangue.
Interdigitações
Especialização de membrana que aumenta a superfície de contato e adesão entre células vizinhas.
Interferon
Substância de origem celular capaz de inibir a multiplicação de células cancerígenas e de certos vírus. Usado para o tratamento de câncer.
Isogamia
Tipo de reprodução sexual, em algas e fungos, no qual os gametas são de tamanho semelhante.
J
Junção Estreita
Especialização de membrana plasmática que se forma entre duas membranas adjacentes ao aderirem entre si, criando uma barreira contra a difusão. Também conhecidas como zonula occludens ou junções oclusivas.
Junção Intermediária
Estrutura parecida com desmossomo, onde algumas regiões da membrana adjacente se contatam em alguns pontos. Também conhecido como zonula adherens.
K
K
Vitamina K ou filoquinona. Vitamina lipossolúvel que combate a hemorragia. Principais fontes: vegetais folhosos e alho.
Klinefelter
Ver síndrome de Klinefelter
L
Lenticela
São aberturas (rachaduras) no ritidoma (casca) dos vegetais. Estas aberturas possibilitam a troca gasosa na região.
Leucócitos
Glóbulo branco; a célula branca do sangue; há diversos tipos de leucócitos, entre os quais podem ser citados os neutrófilos e os linfócitos; sua função é a defesa do organismo (fagocitose e produção de anticorpos).
Leucoplastos
Ver Plastos e Amiloplastos
Liquens
Associação de algas e fungos em relação mutualística; sobrevivem onde nem o fungo nem a alga sobrevivem sozinhos.
Lise
Sufixo, significa "relativo a dissolver".
Lisossomo
Organela presente no citoplasma de célula eucariontes, responsável pela digestão intracelular.
Locus
Local ou posição dos gens no cromossômo.
M
Macula Adherens
Ver desmossoma.
Mastigóforos
Ou flagelados; classe de protozoários cujos representantes se locomovem por meio de flagelos.
Matáfase
Fase da divisão celular que se caracteriza pelo pareamento dos cromossômos na linha equatorial da célula.
Meiose
Processo de divisão celular pelo qual uma célula diplóide origina célula haplóides; é um processo que reduz o número cromossômico (divisão reducional)
Membrana Nuclear
Ver Carioteca
Membrana Plasmática
Ou plasmalema; fina película lipoprotéica que delimita todos os tipos de células vivas.
Meristema
Tecido vegetal indiferenciado, do qual se originam novas células para a formação de outros tecidos.
Mesossomas
Dobra ou invaginação da membrana citoplasmática em certas bactérias originando uma região onde se concentram as enzimas respiratórias.
Metabolismo
Conjunto de todos os processos bioquímicos implicados na manutenção da vida de um ser.
Metacêntrico
Cromossômo metacêntrico. Aquele que está dividido ao meio pelo seu centrômero.
Micélio
Conjunto de hífas que constituem os fungos com raízes de certas plantas
Micoplasma
Ser Monera comparável ao PPLO
Micrognatia
Atrofia da mandíbula. Má formação mandibular.
Micrótomo
Aparelho usado para se obter cortes finos de material biológico, com o objetivo de permitir a observação microscópica.
Microtubulos
Proteínas que formam o citoesqueleto.
Microvilosidades
Cada uma das dezenas de dobramentos microscópicos da membrana de certas células, o que aumenta sua capacidade de absorver substâncias.
Miosina
Uma das proteínas que desliza sobre a actina para produzir a contração muscular. Ver actina.
Mitocôndria
Organela citoplasmática das células eucariontes, responsável pela respiração celular. Também conhecida como condrioma.
Mitose
Processo pelo qual uma célula eucarionte origina, em uma seqüência ordenada de etapas, duas células cromossômica e geneticamente idênticas (ver também divisão celular)
Mixo
Prefixo, significa "mucilagem" ou mistura.
Monocotiledôneas
(Do grego: kotyedon, cavidade em forma de taça) Subclasse de angiospermas, caracterizadas por diversas propriedades, entre as quais está a presença de uma única folha de semente (cotilédone).
Monossacarídeos
Carboidrato de fórmula geral Cn(H2O)n, onde n varia de 3 a 7; a glicose, por exemplo, é um monossacarídeos
Multicelular
Ou pluricelular; diz-se do organismo que é formado por muitas células.
Mutualismo
Ou simbiose; relação ecológica interespecífica em que há vantagens recíprocas para as espécies que se relacionam; difere da protocooperação por ser, ao contrário dela, uma associação permanente e indispensável à sobrevivência das partes.
N
Nucleóide
Região da célula procarionte onde se concentra o material hereditário.
Nucléolo
Corpo denso formado por ribosomos em maturação, presente no núcleo das células eucariontes.
Nucleoplasmas
Plasma contido no núcleo da célula. O mesmo que carioplasma.
Nucleotídeo
Unidade (monômero) das moléculas de ácidos nucléicos; formado por um açúcar, uma base nitrogenada e um ácido fosfórico (fosfato); no nucleotídio de DNA o açúcar é a desoxirribose (desoxirribonucleotídio) e no de RNA é a ribose (ribonucleotídio)
O
Organela
Ou orgânulo; diz-se das estruturas citoplasmáticas presentes nas células vivas.
Osmose
Tipo de difusão que ocorre através de membranas semipermeáveis; apenas o solvente se difunde, da região hipotônica para a hipertônica, com tendência ao equilíbrio de concentração.
Ovário
(1) o órgão que produz as células-ovo (óvulo) nos animais. (2) Nas plantas floríferas, a porção basal alargada de um carpelo ou de carpelos fundidos, contendo o óvulo ou óvulos; o ovário amadurece em fruto. (ver fruto).
P
P
Vitamina P ou rutina. Vitamina hidrossolúvel que combate a fragilidade capilar. Principais fontes: vegetais folhosos e legumes.
Parasita
Organismo que vive em cima ou dentro de um organismo de espécie diferente e dele deriva prejudicialmente, sua nutrição.
Parede Celular
Envoltório relativamente rígido, externo à membrana plasmática, presente em alguns tipos de célula (ver também Parede Celulósica)
Parede Celulósica
Envoltório das células de algas e plantas, formado por fibras de celulose; nas plantas existente uma parede mais fina na célula jovem (parede primária), desenvolvendo-se posteriormente um segundo depósito de celulose (parede secundária)
Patau
Ver síndrome de Patau.
Pedigree
Ver genealogia.
Pelagra
Distúrbio pela falta de vitamina PP que leva a diarréia, dermatite (inflamação da pele e lesões nervosas que afetam o sistema nervoso central, levando à demência.
Pericarpo
Parte do fruto que envolve a semente. Divide-se em epicarpo (parte mais externa ou casca), mesocarpo (marte intermediária) e endocarpo (parte mais interna que normalmente reveste a semente).
Permease
Enzima associada à membrana plasmática, que facilita a entrada de substâncias na célula.
Peroxissomas
Organela parecida com o lisossomo, a qual contém catalase em seu interior; sua função é livrar a célula de certos resíduos tóxicos e participar da conversão de gordura em glicose.
Pétala
Cada uma das peças florais (folhas transformadas) que compõem a corola da flor das angiospermas.
Pigmento
Substância de ocorrência natural que absorve luz.
Pinocitose
Processo pelo qual a célula engloba gotículas líquidas ou pequenas partículas, através dos canalículos que se aprofundam na célula.
Pirrófitas
Espécies de algas que são conhecidas por formarem o fitoplâncton.
Pistilo
Ver Carpelo.
Plâncton
Conjunto de seres do bioma aquático que flutua na superfície ao sabor das correntezas (ver também Fitoplâncton e Zooplâncton)
Plasma
Fluido transparente, incolor, componente do sangue; contém proteínas e sais dissolvidos; é o sangue, removidos os corpúsculos.
Plasmídeos
Comunicação que se estabelece entre citoplasmas de células bacterianas para troca de material genético, possibilitando uma reprodução "sexuada" com recombinação gênica, mesmo sem troca de gamentas
Plasmócitos
Célula do tecido conjuntivo responsável pela produção dos anticorpos teciduais.
Plasmodesmos
Filamento citoplasmático que passa através de um poro pontuação, colocando em comunicação células vegetais vizinhas.
Plastos
Organela citoplasmática presente exclusivamente em células de plantas e de algas; no interior dos plastos de cor verde (cloroplastos) ocorre a fotossíntese; existem plastos sem cor (leucoplastos) cuja função é a reserva de amido.
Pluricelulares
Ver Multicelular.
Pólen
(Do latim: pó fino) Os gametófitos masculinos das plantas seminíferas, no estádio em que são liberados no ambiente. Estrutura que conterá e transportará o gameta masculino e seus anexos no vegetal.
Polinização
Transferência do pólen de onde foi formado (a antera) à superfície receptora (o estigma), nas flores.
Polirribossomas
Cadeia de ribossomos interligados pelo RNAm para a síntese de proteínas
Polissacarídeos
Macromolécula resultante da união de centenas ou milhares de monossacarídios (ver também Amido, Glicogênio e Celulose)
PP
Vitamina PP ou nicotinamida ou niacina. Vitamina hidrossolúvel que combate a pelagra. Principais fontes: vegetais folhosos e legumes.
PPLO
Agente celular, parasita, de dimensões virais do reino Monera.
Procariontes
Ou procarioto; tipo celular que não apresenta sistemas membranosos internos nem organelas; não há carioteca envolvendo o material hereditário ( ver também Eucariontes)
Prófase
Primeira fase da divisão celular. Caracteriza-se pelo início da espiralação cromossômica, desaparecimento dos nucléolos e início da formação dos fusos acromáticos.
Progesterona
Hormônio produzido pelo corpo amarelo do ovário e também pela placenta; seu efeito é preparar o organismo feminino para o desenvolvimento embrionário; entre outros efeitos, causa o grande desenvolvimento do endométrio.
Protease
Termo genético que designa as enzimas proteolíticas, isto é, que digerem proteínas.
Protoplasma
Denominação antiga do conteúdo celular.
Protozoário
Organismo unicelular, de vida livre ou parasitária, pertencente ao reino Protista.
Pseudofruto
Quando a estrutura vegetal, popularmente denominada de fruta ou fruto, não corresponde a um fruto verdadeiro (ver fruto), dizemos que trata-se de um pseudofruto (pseudo = falso). Maçã, banana, abacaxi e morango são os mais populares entre os pseudofrutos.
Pseudópodes
Projeção citoplasmática com a qual certos tipos de células locomovem-se e capturam partículas por fagocitose.
Pteridófita
Denominação dada às plantas criptógamas da classe Filicinae (filicíneas); o nome alude ao fato de suas folhas serem formadas por folíolos semelhantes à asas (do grego pteris, asa). Ex.: samambaias e avencas.
Q
Queratina
Proteína fibrosa presente nos animais vertebrados; é o material que constitui as unhas, garras e pêlos e que impregna a superfície da epiderme.
Quimiossíntese
Processo em que substâncias orgânicas são sintetizadas a partir de energia liberada em certas reações químicas inorgânicas.
R
Radícula
Parte do embrião vegetal que forma a raiz. Normalmente é a primeira parte a germinar na semente.
Raiz
Órgão vegetal derivado da radídula do embrião. Tem como principais funções absorção, fixação, estabilização e reserva de nutrientes.
Raiz Axial
Raiz típica de dicotiledôneas que apresentará um eixo principal do qual partem as raízes secundárias. Também conhecida como raiz pivotante.
Raiz fasciculada
Raiz típica de monocotiledônea, onde não há um eixo principal. As ramificações laterais partem do mesmo local. Também conhecida como raiz em cabeleira.
Raquitismo
Doença que se caracteriza pela má formação dos ossos e dos dentes, normalmente decorrente da falta de vitamina D que auxilia na absorção e fixação dos sais de cálcio.
Recessivo
Gene recessivo. Aquele que só se manifesta em homozigose.
Retículo Endoplasmático
Sistema de canalículos membranosos, presentes no citoplasma de células eucariontes, com a função de transporte de substâncias; pode ter membranas lisas (retículo liso) ou com ribossomos aderidos (retículo rugoso ou ergastoplasma). Neste segundo caso é também responsável por síntese de proteínas.
Retidoma
Ou casca. É formado pela sobre posição da epiderme e do súber, dois tecidos vegetais de revestimento que juntos são conhecidos como casca.
Rhizobium
Gênero de bactérias que vive em associação mutualística com raízes de leguminosas.
Ribose
Açúcar com cinco átomos de carbono na molécula (pentose) componente do RNA.
Ribossomos
Grânulo citoplasmático constituído por RNA e proteínas, presentes em células procariontes e eucariontes; é o responsável pela síntese de proteínas (ver também Nucléolo)
Riquetísias
Agente celular, parasita, de dimensões virais do reino Monera.
Rizópodes
Classe de protozoários que se locomovem por pseudópodos.
RNA
Ácido ribonucléico; tipo de ácido nucléico; possui molécula filamentosa de cadeia simples, tem ribose, fosfato e a bases nitrogenadas adenina, guanina, citosina e uracila.
S
Segmentação
Ver Clivagem.
Sépala
Cada uma das peças florais (folhas transformadas) que compõem o cálice da flor das angiospermas.
Simbiose
Literalmente significa viver juntos, coexistir; costuma ser empregado para se referir a relações de benefícios recíprocos (mutualismo) entre seres vivos.
Síndrome de Down
Aberração cromossômica causada por trissomia no par cromossômico 21 (47, XX, +21). Principais características: hipotonia muscular e hiperflexibilidade das articulações. Língua protusa e dificuldades psicomotoras. Fendas palpebrais oblíquas, orelhas pequenas e displásticas, pescoço curto, anomalia cardíaca, mãos curtas com o 5º dedo curvo e prega palmar horizontal única (prega simiesca). Esta síndrome atinge os dois sexos e está presente na proporção de 1/650.
Síndrome de Edwards
Aberração cromossômica causada por trissomia no par cromossômico 18 (44,XX, +18). Principais características: hipertrofia muscular, deficiência psicomotora grave. Orelhas displásticas com baixa implantação. Micrognatia, osso externo curto, mãos fechadas com tendência a sobreposição do 2º dedo sobre o 3º e do 5º sobre o 4º dedo. Pilosidade exacerbada. Esta síndrome atinge os dois sexos e está presente na proporção de 1/4000. Difícil sobrevivência.
Síndrome de Klinefelter
Aberração cromossômica causada por trissomia no par cromossômico sexual (47,XXY). Principais características: Estatura alta com membros alongados. Infertilidade e pouco desenvolvimento dos testículos e do pênis. Ginecomastia e caracteres sexuais secundários pouco desenvolvidos. Esta síndrome gera apenas indivíduos do sexo masculino e está presente na proporção de 1/600.
Síndrome de Patau
Aberração cromossômica causada por trissomia no par cromossômico 13. (47, XX, +13). Principais características: anomalia cerebral grave e severa deficiência mental. Fissura labial ou palatina. Anomalia genital e cardíaca. Polidactilia. Esta síndrome atinge os dois sexos e está presente na proporção de 1/6000. Difícil sobrevida adulta.
Síndrome de Turner
Aberração cromossômica causada por monossomia no par cromossômico sexual. (XO - 45, XO). Principais características são: má formação do aparelho reprodutor. Baixa estatura, pescoço curto, alado, com mamilos muito afastados e pouco desenvolvidos. Anomalia cardíaca, rim em ferradura e anomalia do cotovelo. Esta síndrome gera apenas indivíduos do sexo feminino e está presente na proporção de 1/3500.
Síndrome do cri du chat
Aberração cromossômica causada por deleção de um segmento do braço curto de um dos cromossomos do par 5. Principais características: Microcefalia, retardo mental e um choro característico que se assemelha ao miado de um gato (daí o nome da síndrome). Esta síndrome atinge ambos os sexos e está presente 1/75000.
Somático
O que forma o corpo. Em genética cromossômos somáticos são os que determinam a formação do organismo, independente da característica sexual.
Súber
Ou cortiça; tecido vegetal de proteção, presente ao redor de caules e raízes de plantas que cresceram em espessura; as células dos súber são mortas, em decorrência da impregnação de suberina em suas paredes.
Submetacêntrico
Cromossomo em que o centrômero está levemente deslocado do centro. (ver centrômero).
Substrato
A base de fixação de um organismo. Substância que sofre a ação de uma enzima.
T
Talófita
Termo que define vegetais sem tecido condutor e que não distingem o corpo principal (talo) das folhas e ramos.
Telocêntrico
Cromossômo em que o centrômero está deslocado para a parte terminal. (ver centrômero).
Telófase
Última fase da divisão celular. Caracteriza-se pela desespiralação cromossômica, reorganização da carioteca, reaparecimento do nucléolo e citocinese.
Testosterona
Hormônio masculino, produzido por certas células do testículo (célula intersticiais ou de Leydig) induz o impulso sexual e o aparecimento das características sexuais secundárias masculinas.
Tireóide
Glândula endócrina situada na região do pescoço, cujos hormônios (tiroxina e triodotironina) controlam o metabolismo geral do corpo.
Transdução
A transferência de material genético (DNA) de uma bactéria para outra por um bacteriófago lisogênico.
Traqueófita
Divisão Tracheophyta; planta dotada de sistemas de vasos condutores de seiva (vasculares); são as filicíneas (ver pteridófita), gimnospermas e angiospermas.
Turner
Ver síndrome de Turner.
U
Úlcera
Genericamente, lesão superficial de um órgão. Úlceras pépticas são ulcerações da mucosa do estômago e do duodeno.
Unicelulares
Composto por apenas uma célula.
Univitelinos
De mesmo vitelo. Ver homozigoto.
Uréia
Substância produzida pelo fígado dos vertebrados a partir da amônia e do gás carbônico. Sua síntese é uma maneira de reduzir a toxidade provocada pela amônia produzida no metabolismo celular.
V
Vacúolo
Nome genérico de uma pequena bolsa presente no citoplasma das células, cujo conteúdo é variável (soluções aquosas, alimentos, enzimas etc.)
Vacúolo Citoplasmático
Designação de espaço no citoplasma limitado por membrana. Os vacúolos recebem denominação conforme sua origem ou função. Ex.: fagossomo (origina-se da fagocitose); vacúolo digestivo (função de digestão intracelular).
Vacúolo Contrátil
Vacúolo presente em protozoários de água doce (ameba, paramécio etc.) responsável pela eliminação, a pulsos regulares, do excesso de água que entra no citoplasma devido à osmose.
Vacúolo Digestivo
Bolsa membranosa formada pela união de lisossomos com fagossomos ou pinossomo, onde ocorre a digestão intracelular.
Vacúolo Pulsátil
O mesmo que Vacúolo Contrátil.
Vascular
Relativo a vasos. Que possui vasos sangüíneos (animal) ou vasos condutores (vegetais).
Vaso
Estrutura tubular pela qual se conduzem materiais.
Vesículas Fagocitárias
O mesmo que fagossomo (ver vacúolo citoplasmático).
W
Watson
James Watson, geneticista e biofísico norte-americano que elaborou junto com Francis Crick o modelo da estrutura molecular do DNA.
Weismann
August Weismann, biólogo alemão que viveu entre 1834-1914. Foi Weismann que estabeleceu pela primeira vez a diferença entre células somáticas e germinativas. Este biólogo ficou famoso pelas experiências que fez (como cortar por várias gerações o rabo de camundongos) para provar que as teorias de Lamarck estavam erradas e que as características adquiridas não poderiam ser transmitidas aos descendentes.
X
X
Cromossômo X. Cromossômo que em mamíferos determina a formação de características sexuais femininas. Para a formação do sexo feminino é preciso o par XX. (ver Y).
Xantofila
Pigmento amarelo que ocorre nas plantas, membro do grupo dos carotenóides.
Xerofitalmia
Processo de ressecamento e ulceração da córnea transparente do olho, normalmente causada pela falta de vitamina A, podendo levar a cegueira parcial ou total.
Xilema
Ou lenho. Tecido responsável pela condução da seiva bruta das plantas traqueófitas.
Y
Y
Cromossomo Y. Cromossômo que em mamíferos determina a formação de características sexuais masculinas. Para a formação do sexo masculino é preciso o par XY. (ver X)
Yoldia limatula
Primitivo molusco protobrânquio (primeiras brânquias), bivalvo.
Z
Zigoto
Ovo ou zigoto é a denominação da célula formada após a fusão dos gametas masculinos. Ver cariogamia.
Zonula adherens
Ver junção intermediária.
Zonula occludens
Ver junção estreita.
Zooplâncton
Conjunto de animais do plâncton; têm pequeno tamanho e se alimentam dos seres do fitoplâncton.

Nenhum comentário:

Postar um comentário